Descubra quanto tempo vive um Yorkshire

Para aqueles que amam cães, nunca é demais saber sobre eles. Entre as perguntas mais frequentes, saber quanto tempo um cão vive normalmente ocupa o posto de curiosidade. A propósito, você sabe quanto tempo vive um Yorkshire?

Este carinha está cheio de energia e amor por seu dono, então qualquer pessoa com este cão companheiro vai querer saber a expectativa de vida do Yorkshire.

O blog Royal Pets preparou conteúdos exclusivos sobre esse tema. Verificar!

Afinal, quanto tempo vive um Yorkshire? 

Embora muitas pessoas queiram saber, não há como prever a expectativa de vida exata de um cão. No entanto, é possível contar com o tamanho pequeno do Yorkshire Terrier, fator que sugere uma expectativa de vida maior em relação aos cães de médio e grande porte.

Por serem raças pequenas, os Yorkshire Terriers podem crescer até 12 meses e podem variar de tamanho dependendo do cruzamento e do tamanho de seus pais – considerados miniatura, miniatura ou padrão.

Para saber quanto tempo um filhote pode viver, use a premissa básica: 12 a 16 anos em média, dependendo dos cuidados recebidos e do estilo de vida adotado.

É aí que a atenção faz uma grande diferença a longo prazo: quanto melhor a rotina do seu pet, mais tempo ele pode passar em casa e aproveitar cada momento com ele.

Quais são as causas mais comuns para morte de um Yorkshire? 

Agora que você sabe quanto tempo vive o Yorkshire Terrier médio, é natural conhecer as causas naturais mais comuns que podem ser fatais para os animais de estimação para evitar que esses problemas afetem o animal peludo.

Devido ao pequeno tamanho desta raça, quedas e traumas podem ser fatais para os Yorkshire Terriers, especialmente quando são filhotes. Por isso, monitore-o sempre, principalmente em idade avançada, para evitar complicações decorrentes desses problemas.

Como específico para a raça, algumas tendências comuns são:

  • sensibilidade da pele (dermatite);
  • lesão ligamentar do joelho (desvio da patela);
  • Traqueia colapsada – Uma característica de dificuldade em respirar devido ao estreitamento das passagens de ar para os pulmões.

Em geral, os Yorkshire Terriers mais velhos sofrem de doenças cardíacas, renais e metabólicas, como diabetes e hiperadrenocorticismo. Em condições ainda mais severas, eles podem afetar diretamente a vida útil dos habitantes de Yorkshire.

Com isso em mente, visitas de rotina ao veterinário devem ser estabelecidas além de inspeções para monitorar e controlar todas as suscetibilidades que a raça enfrenta.

Como retardar o tempo de vida de um Yorkshire? 

Antes de aprender sobre outros fatores que podem afetar a vida útil de um Yorkshire terrier.

Vale a pena saber o que não fazer durante a vida de um animal: más condições de vida, fornecimento inadequado de alimentos e falta de saneamento e monitoramento veterinário.

Isso pode parecer óbvio, mas é sempre bom ressaltar.

Para estender a idade de Yorkshire, certas práticas podem ser usadas. Como esta pequena raça tem pelos longos e finos, é importante fornecer algumas frequências:

  • Escove os dentes com cuidado e delicadeza para evitar nós;
  • banho e tosa;
  • Se não for desinfetada diariamente, a limpeza da área da lágrima, que pode ser ácida, pode causar pigmentação do cabelo e acumular umidade nessa área.

Além disso, a sensibilidade do estômago é comum nesta raça, portanto, fornecer uma dieta equilibrada e rica em nutrientes é fundamental.

Em geral, os Yorkshire Terriers têm dentição dupla, e os dentes de leite não caem e dividem espaço com os dentes permanentes, o que pode levar a um grande acúmulo de placa bacteriana (tártaro), mau hálito e gengivite.

Uma forma de evitar que o caso se agrave é a escovação diária com escova e creme usados ​​para prevenir doença periodontal grave, além de uma avaliação veterinária pelo menos uma vez ao ano para agendar a remoção do tártaro.

Como manter a qualidade de vida de um Yorkshire idoso? 

Saber quanto tempo os Yorkshire Terriers vivem torna mais fácil prever quando o animal peludo está se aproximando da velhice. Com isso, é importante antecipar alguns cuidados, pois o cão fica mais frágil devido à idade avançada.

Para manter a qualidade de vida dos idosos em Yorkshire, fornecendo alimentação de qualidade e rações de super qualidade, é necessário mudar para a linha de idosos ou idosos. Essas opções contêm ingredientes e vitaminas apropriados para a idade.

Além disso, forneça sempre água filtrada e abundante, boa higienização, atividades recreativas, acompanhamento regular com veterinário, vacinações adequadas, prevenção de parasitas e check-ups regulares.

Por fim, além de conhecer a vida útil do Yorkshire Terrier, é importante lembrar que a raça não tolera muito frio e não deve viver fora de casa ou onde o clima muda, o que não exclui a necessidade de atividade e brincadeira. exterior. Isso permite a máxima preservação da saúde do animal de estimação.

Como lembrete, é melhor evitar atividades de impacto para proteger o joelho e os ligamentos da coluna vertebral. Não posso deixá-lo pular dentro e fora da cama, hein? ! Escadas com dois a três degraus projetadas para animais de estimação podem ajudar nisso. Pisos mais rústicos em sua casa também podem evitar que os animais escorreguem e se machuquem.

ostou de saber quanto tempo vive um cachorro Yorkshire? Então, não deixe de acompanhar as publicações aqui, do blog da Royal Pets. Para garantir tudo o que seu melhor amigo precisa para ter uma vida longa e saudável.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.